Agosto 06 2010

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Alvor é uma pitoresca vila que se localiza no litoral algarvio, sobranceira ao Atlântico e protegida por duas restingas de areia. Presume-se de fundação muçulmana no ano de 716, desse povo chegaram até aos nossos dias os restos do castelo e alguns Morabitos (foto 1) que na origem eram ermidas de homenagem aos homens santos, são pequenas construções quadradas, encimadas por uma cúpula hemisférica de influencia àrabe, hoje estão transformados em capelas católicas.

Já em plena época dos descobrimentos é iniciada a construção da Igreja Matriz do Alvor (fots 2 a 5), é o ex-libris do Manuelino no Algarve, sendo de assinalar a fantástica porta principal, de uma beleza dificil de descrever, com motivos alusivos a flora, fauna batalhas e simbologia religiosa.

Mas outra beleza a descobrir é a Ria do Alvor deitada aos pés da vila (fotos 6 a 8). Seja de manhã quando os pescadores partem para a pesca, ou ao fim do dia quando as esplanadas dos restaurantes abrem para servir refeições, ver o sol reflectido na água entre os barcos que descansam antes de se fazerem novamente ao mar, é algo imperdível.

publicado por blackcrowes às 11:32
Tags:

“…ver o sol reflectido na água entre os barcos que descansam antes de se fazerem novamente ao mar, é algo imperdível.”

Estas linhas conseguiram-me afastar, por breves instantes, dos inevitáveis afazeres…aí as férias, tão perto, e no entanto, tão longe.
Tasqueiro a 6 de Agosto de 2010 às 12:08

"O fim de uma viagem é apenas o começo doutra. É preciso ver o que não foi visto, ver outra vez o que se viu já, ver na Primavera o que se vira no Verão, ver de dia o que se viu de noite. É preciso recomeçar a viagem. Sempre." - Saramago
mais sobre mim
Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
13
14

15
17
19
21

22
23
25
27
28

29
30


pesquisar
 
Visitas desde Fevereiro 2011
free counters
blogs SAPO