Agosto 24 2010

 

 

 

 

 

 

Nas palavras de uma jornalista do Publico que descrevem bem as Tapeçarias de Pastrana:

“D. Afonso V não pôde levar consigo repórteres de imagem quando tomou Arzila e Tânger. Não houve reportagens em directo, relatos ao vivo por jornalistas a falar para as câmaras enquanto, ao fundo, as tropas cercavam as cidades do Norte de África e venciam batalhas. Estávamos no final do século XV e a forma mais aproximada que o rei português tinha de registar os seus feitos era mandá-los tecer em tapeçarias. Foi o que fez.”

 

Estas tapeçarias com cerca de 10X4 metros cada, foram encomendadas pelo nosso rei D. Afonso V, como maneira de glorificar e deixar marcados na história os seus feitos de armas. Foram produzidas nas oficinas flamengas de Tournai no fim do século XV, e cerca de 1530 desaparecem de Portugal vindo a aparecer em Espanha como bens dos duques do Infantado. Estes duques cedem-nas à Colegiada de Pastrana onde ficaram esquecidas até ao inicio do século XX, altura em que foram descobertas por dois historiadores de arte portugueses.

 

Nas três tapeçarias dedicadas à tomada de Arzila temos na primeira o desembarque das nossas tropas, na segunda o cerco da cidade, e finalmente na terceira o ataque ás muralhas. Em todas é visível o nosso rei e príncipe sempre em simetria, cercados pelos principais homens de armas do reino com magnificas armaduras e estandartes.

Na tapeçaria dedicada a Tanger pode-se ver as nossas tropas a entrar na cidade por um lado enquanto os mouros a abandonam com os seus pertences e família por outro.

 

Recentemente restauradas, visitá-las do Museu de Arte Antiga até 12 de Setembro é uma oportunidade única, pois mesmo imaginado que não levarão outros 500 anos a regressar a Portugal, não sabemos quando teremos hipótese novamente.

publicado por blackcrowes às 11:28
Tags:

"O fim de uma viagem é apenas o começo doutra. É preciso ver o que não foi visto, ver outra vez o que se viu já, ver na Primavera o que se vira no Verão, ver de dia o que se viu de noite. É preciso recomeçar a viagem. Sempre." - Saramago
mais sobre mim
Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
13
14

15
17
19
21

22
23
25
27
28

29
30


pesquisar
 
Visitas desde Fevereiro 2011
free counters
blogs SAPO