Fevereiro 24 2012

 

 Redutos interiores

 

 Paiol

 Estrada militar

 

 

 

 

 

 

Continuando para Norte e entrando no município de Sobral de Monte Agraço temos outro Forte das Linhas de Torres para visitar…

 

- Forte do Alqueidão – Construído para travar a 3ª Invasão francesa, comandada por Massena, este forte um dos principais, tinha 35 000m2 de área, possuía uma guarnição de 1600 homens e 27 bocas de fogo.

Um dos mais bonitos miradouros da Estremadura, com vista do Atlântico ao Rio Tejo, passeamos os olhos desde Sintra à Arrábida e às Lezírias.

Recuperado aquando das recentes comemorações do bicentenário, juntamente com outros redutos contíguos e com a estrada militar de acesso ao mesmo uma visita recomendada.

Saliento para quem não tenha noção do peso desta ultima invasão francesa, que 2% da população portuguesa, entre 40 a 50 mil pessoas perderam a vida no Inverno de 1811-12, na maioria devido à fome mas também às mãos dos franceses. O estratagema de fazer recuar as populações para trás da linhas defensivas e de queimar e destruir tudo o que ficava para não ser utilizado pelos franceses, foi um sucesso militar mas arrasou o centro do país e imensas vidas.

 

Seguindo pela estrada e pouco quilómetros mais à frente…

 

- Igreja de São Quintino – mandada erigir em 1520 por D. Manuel I, o seu lindíssimo portal é uma obra excepcional de hibridismo entre o manuelino (arcos e flores) e do renascimento (pilastras e medalhões).

Possui 3 naves e uma decoração de azulejos, do século XVIII, riquíssima que cobrem as paredes do seu interior de alto a baixo. Nas capelas mais painéis com a vida do padroeiro.

Tem um baptistério coberto de uma cúpula forrada a azulejos sustentada por 4 colunas do século XVI:

publicado por blackcrowes às 11:00

Fevereiro 15 2012

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nos próximos “posts” vou colocar fotografias de um passeio de um dia, que recentemente fiz, sempre a Norte de Lisboa, vagueando pela zona saloia e acompanhando as históricas Linhas de Torres Vedras, comecemos pelo…

 

- O vulcão de Montachique situado junto à A8, em Loures, é o ponto mais alto deste concelho, com uma cota de 409 metros. Possui uma estrutura vulcânica com uma cratera principal e uma secundária, com vertentes suaves que significam que este vulcão expeliu a sua lava de maneira lenta e gradual, este facto aconteceu há 72 milhões de anos.

È do seu alto que se tem uma vista fantástica para todas as direcções para onde olhemos, para um lado a Serra de Sintra, para sul Caneças, Loures, o Tejo e a Serra da Arrábida. Mas é contudo de longe que a silhueta vulcânica é mais perceptível.

 

- A meia encosta virado a sul é visitável o reduto de Montachique, obra incluída nas famosas Linhas de Torres, com capacidade para 150 homens e duas peças de artilharia, a sua missão era a vigia da estrada de Mafra e o desfiladeiro do Freixial.

 

Por agora paremos um bocado para merendar no Parque Municipal de Montachique, um belo lugar, rodeado da natureza, para descansar e retemperar energias para o que se segue…

 

publicado por blackcrowes às 14:09
Tags:

"O fim de uma viagem é apenas o começo doutra. É preciso ver o que não foi visto, ver outra vez o que se viu já, ver na Primavera o que se vira no Verão, ver de dia o que se viu de noite. É preciso recomeçar a viagem. Sempre." - Saramago
mais sobre mim
Fevereiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
16
17
18

19
20
21
22
23
25

26
27
28
29


pesquisar
 
Visitas desde Fevereiro 2011
free counters
subscrever feeds
blogs SAPO