Novembro 15 2012

 

 

 

 

 

 

A chegada a Sintra pela estrada da Estefânia, com a vista magnifica que temos do miradouro da Avª dos Combatentes da Grande Guerra, é das mais marcantes para quem chega ao glorioso Eden. Aqui ficam as minhas fotografias e este texto  belíssimo do primeiro guia de Portugal.

 

“… em frente da qual se rasga um panorama surpreendente para o castelo dos mouros, a serrania ondulosa coberta de verdura e o casario de Sintra, onde sobressaem o edifício neomanuelino do município e as enormes chaminés do Paço Real, emergindo de entre os tufos de uma vegetação magnificente... algumas quintas, dignas de ver-se pelos seus jardins, mirantes e belos exemplares de fetos arbóreos.”

 

“Tem-se logo a impressão de que se entra num parque sem rival, onde a flora dos nossos climas se casa harmoniosamente com a dos países mais estranhos, e onde os fetos são árvores, moitas os grupos de hortênsias, e as cameleiras formam bosques constelados de flores de cera ou púrpura. Sopra-nos no rosto uma brisa carregada das emanações das flores e da frescura marinha; e, perto ou longe, logo se ouve a voz das águas, que em toda a parte se escoam ou despenham. Os muros musgosos das quintas tornam mais misteriosas as grandes árvores e as sombras profundas dos jardins. Lá em cima – visão fantástica – a arquitectura ciclópica da montanha, eriçada de blocos graníticos, com a pitoresca cerca medieval do castelo dos Mouros crestada pelos tempos, com as torres maravilhosamente suspensas sobre o abismo.” No - Guia de Portugal – de 1924, edição da Fundação Calouste Gulbenkian.

publicado por blackcrowes às 14:59
Tags:

Novembro 08 2012

 

 

 

 

  Com uma vista belíssima para o Tejo, e atravessada desde 1892 pelo elevador que sobe da Rua de São Paulo até ao Largo do Calhariz, a Rua da Bica é uma marca na cidade de Lisboa, que vos convido a descobrir.

  A Bica é um dos bairros populares onde encontramos portas e janelas abertas, onde antigas colectividades deixam escapar o som do fado, onde podemos deambular olhando para antigos edifícios floridos e com roupa nos estendais.

 

publicado por blackcrowes às 10:20
Tags:

"O fim de uma viagem é apenas o começo doutra. É preciso ver o que não foi visto, ver outra vez o que se viu já, ver na Primavera o que se vira no Verão, ver de dia o que se viu de noite. É preciso recomeçar a viagem. Sempre." - Saramago
mais sobre mim
Novembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


pesquisar
 
Visitas desde Fevereiro 2011
free counters
subscrever feeds
blogs SAPO