Fevereiro 01 2011

 

  

 

 

  

 

 

 

O Lagar de Azeite do Palácio Marques de Pombal, recentemente recuperado usando técnicas e materiais próximos dos usados originalmente, é um exemplo de tecnologia de ponta a nível mundial à época.

A visita é iniciada com a projecção de um filme e complementada com painéis informativos existentes no local, mas acima de tudo pela recriação histórica.

Segue-se o texto de promoção da C. M. Oeiras que é elucidativo sobre este engenho.

 

“Renasce em Oeiras, o Lagar, peça fundamental no desenvolvimento pré-industrial da segunda metade do século XVIII. Recuperada a sua função e repostos os mecanismos de produção do azeite, pode agora ser revisitado.

Uma atafona de quatro galgas, duas prensas de vara com 10 metros de comprimento que levantam pesos de 2 toneladas do mais duro lioz à força de sarilhos que movem fusos de madeira com 3 metros de altura. Tudo isto para obter mais de 7 toneladas de pressão nas portas que extraem o azeite.”

 

 

publicado por blackcrowes às 12:15
Tags:

"O fim de uma viagem é apenas o começo doutra. É preciso ver o que não foi visto, ver outra vez o que se viu já, ver na Primavera o que se vira no Verão, ver de dia o que se viu de noite. É preciso recomeçar a viagem. Sempre." - Saramago
mais sobre mim
Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
16
17
18
19

20
21
23
24
25
26

27


pesquisar
 
Visitas desde Fevereiro 2011
free counters
blogs SAPO