Setembro 24 2013

 

 

 

 

 

 

 

 

 

    "Alcantarilha, uma das regiões mais pitorescas de todo o Algarve. A transparência da atmosfera que a envolve, o carácter das aldeias, e o mar que junto dela recorta penedias e cava grutas misteriosas, tudo isto faz destas paragens um lugar obrigatório de turismo. Já a estrada que conduz a Alcantarilha, ladeada de searas, hortedos e largas campinas verdejantes repletas de pomares, passando pelos tangerinais de S. Lourenço do Palmeiral e pelo Monte Raposo, entre searas e favais pujantes, é um mimo de paisagem alegre, luminosa e calma.

 

     A aldeia, situada na encosta de uma colina, com o som dos sinos vibrando no ar claro, mergulhada numa luz que a acaricia e doira, é uma verdadeira pérola engastada num verde cinto de arvoredos. Tudo ali parece sorrir e cantar no deslumbramento do sol e fluidez aérea. O asseio é extraordinário. As casinhas alvíssimas, com rodapés e cercaduras de intenso azul celeste, janelinhas, airosas chaminés, beirais recortados e vasos de craveiros sobre muros, inspiram-se nas formas sadiamente tradicionais e recortam-se no ar e na luz com uma deliciosa finura e uma graça ingénua. Nada de mais simples, certamente, e todavia nada de mais tocante como expressão de candura rustica, de lógica decorativa e estrutural, de sujeição espontânea e enternecida às sugestões do ambiente e aos ditames duma estética profundamente pura e harmoniosa. A aldeiazinha parece assim surgir como uma emanação directa da atmosfera que a envolve, como um produto natural do ar e da luz.

 

       Dali se vê também a aldeia de Pera, igualmente muito pitoresca e apinhada sobre um outeiro, largamente exposta ao sul e à viração do mar. Do adro da igreja a vista é bela como da torre de Alcantarilha."

- No Guia de Portugal de 1924 reedição Fundação Calouste Gulbenkian

publicado por blackcrowes às 17:27

"O fim de uma viagem é apenas o começo doutra. É preciso ver o que não foi visto, ver outra vez o que se viu já, ver na Primavera o que se vira no Verão, ver de dia o que se viu de noite. É preciso recomeçar a viagem. Sempre." - Saramago
mais sobre mim
Maio 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

Alcantarilha - Silves

pesquisar
 
Visitas desde Fevereiro 2011
free counters
blogs SAPO