Janeiro 04 2011

 

 

 

 

 

 

 

 

O Jardim de Serralves é um espaço verde magnífico, que rodeia o Museu de Arte Contemporânea de Serralves.

Seguindo o projecto de Jacques Gréber, encomendado pelo Conde de Vizela em 1932, apresenta um classicismo modernizado, suavemente Déco, influenciado pelos jardins franceses dos séculos XVI e XVII.

Como o jardim é um espaço mudado ao longo de mais de um século, é muito diferente ao longo dos seus diversos espaços, o que torna a sua visita muito original e agradável e a cada passo surpreendente.

Sem duvida uma marca emblemática da cidade do Porto.

publicado por blackcrowes às 13:36
Tags:

Dezembro 10 2010

 

 

 

Em baixo, ao longo do aterro alto, que foi necessário levantar e amparar com um muro para se poder nivelar a rua Nova da Alfandega, corre a velha e pitoresca rua de Miragaia, assente em arcadas, de longe a longe inundada pelas grandes cheias do rio Douro. È o trecho mais típico desta velha zona ribeirinha do Porto. As casas são pequenas e pobres, mas muito típicas, com as suas varandas de granito, de gradeamento singelo e uma ou outra gelosia sobrevivente. O primeiro piso fica ao nível da rua moderna, onde passam os carros eléctricos e os automóveis, que transitam pela estrada marginal, via Massarelos-Foz.

No primeiro guia de Portugal - volume "Entre Douro e Minho - I Douro Litoral"

publicado por blackcrowes às 10:30
Tags:

Dezembro 06 2010

 

 

 

 

 

 

 

"Capela das Almas, interessante pelos grandes painéis de azulejos (do séc. XX, imitação do séc. XVIII) de que está inteiramente revestida a fachada e a parede lateral voltada ao Sul.

Os motivos são diversos. Um dos mais impressivos, pela composição e enquadramento arquitectónico, é o que representa a Morte de S. Francisco de Assis.

Os outros painéis figuram: Santa Catarina, numa controvérsia teológica: o Martírio de Santa Catarina; S. Francisco de Assis em presença do Papa Honório III; S. Francisco de Assis levado pelos Anjos. Foram pintados por Eduardo Leite, ceramista de relativo mérito.

Tanto a fachada como a nave são equilibradas e sóbrias. Abóbada de pedra cilíndrica, reforçada por quatro arcos torais. Sob a capela há uma espaçosa cripta, hoje encerrada.

No brasão que culmina o alçado distingue-se o emblema do arago e a roda de navalha, evocativa do suplício da santa."

 No primeiro guia de Portugal de 1924 - volume "Entre Douro e Minho - I Douro Litoral"

publicado por blackcrowes às 16:07
Tags:

Novembro 29 2010

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A zona da Ribeira, um dos locais mais típicos do Porto, então quando é vista do outro lado do Douro apresentasse-nos como um quadro magnífico... não admira a sua classificação como Património Mundial.

Passear pelas suas ruas inclinadas, e entre edifícios medievais, visitar a Praça da Ribeira ou a Casa do Infante e de seguida descansar numa esplanada ao sol, enquanto vemos os barcos na sua azáfama fluvial, é algo inesquecivel.

 

"...local rico de pitoresco, na sua movimentação rude e laboriosa, quase sempre povoado de gente entregue à faina de descarga ou mercância do que aí chega, vindo da Foz ou do lado de montante. Aí se vendem, com palavras ásperas e despachadas, frutas e legumes, lampreias de Arnelas, sável de Areinho, sardinha da Afurada, uvas do Douro, morangos, melancias figos, azeitonas, maçãs, cerejas rubicundas, nozes, laranjas. Tudo quanto as fecundas terras do Douro produzem aí desembarca.

  É ao meio da manhã que esse formigar de gente rumorosa apresenta o mais vivo interesse.

  O cenário que envolve essa azáfama é dos mais estranhos que um viajante de olhos atentos poderá encontrar. Sobre o casario sobrepõe-se, em cascata, o bairro da Sé, com a grandiosa mole do paço episcopal e o edificio branco do Seminário, no alto. Para montante o quadro é dominado pela grandiosidade da ponte metálice pelo altaneiro convento da Serra do Pilar. Do outro lado do rio, de àguas profundas  e quase sempre glaucas, desdobra-se o anfiteatro de Vila Nova de Gaia, com os seus armazéns de vinho." - No primeiro guia de Portugal de 1924 - volume "Entre Douro e Minho - I Douro Litoral"

 

publicado por blackcrowes às 13:29
Tags:

Novembro 19 2010

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Sé do Porto é um edifício romano-gótico do século XII, o seu interior é austero lembrando uma igreja fortaleza. Com uma lindíssima rosácea e uma galilé lateral (foto 3) de 1736 do famoso Nicolau Nasoni (florentino responsável pelos Clérigos e pela Casa de Mateus de Vila Real entre outras obras).

No seu interior possui um bonito altar em talha dourada do século XVIII (foto 4) e numa capela lateral o famoso “altar de prata” (foto 6) que foi escondido do saque napoleonico durante as invasões francesas, através de uma parede falsa.

O lindíssimo claustro gótico possui fantásticos painéis de azulejos (foto 7), assim como belos espaços adjacentes; a Capela de São Vicente (foto 8) e a Casa do Cabido com tectos em madeira pintada (foto 9) de 1737 representando alegorias morais de Giovani Battista.

publicado por blackcrowes às 15:56
Tags:

"O fim de uma viagem é apenas o começo doutra. É preciso ver o que não foi visto, ver outra vez o que se viu já, ver na Primavera o que se vira no Verão, ver de dia o que se viu de noite. É preciso recomeçar a viagem. Sempre." - Saramago
mais sobre mim
Maio 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


pesquisar
 
Visitas desde Fevereiro 2011
free counters
subscrever feeds
blogs SAPO