Março 29 2011

 

 

 

 

 

 

 

Talvez tenha sido pelo facto de estar nevoeiro e ter chovido recentemente, mas seguramente por estar acompanhado por uma criança, o que é um facto é que a Matinha de Queluz me pareceu um bosque encantado. A qualquer momento imaginei que sairiam fadas e duendes das pedras e árvores. Ao fim de tantos anos a passar no IC 19, ao lado desta floresta decidi-me a ir conhece-la, valeu a pena…

 

A Matinha de Queluz, com 21 hectares, está localizada numa zona sujeita a influências atlântica e mediterrânea, facto que condicionou a sua vegetação, maioritariamente de carvalhos, azinheiras e sobreiros. Existem ainda, pensa-se que plantadas posteriormente, alfarrobeiras, olaias e freixos.

Esta zona tornou-se propriedade da Casa Real após 1640, fazia parte dos jardins do Palácio de Queluz, nela entre outras actividades, realizavam-se espectáculos de teatro ao ar livre ou de tauromaquia.

publicado por blackcrowes às 15:08
Tags: ,

"O fim de uma viagem é apenas o começo doutra. É preciso ver o que não foi visto, ver outra vez o que se viu já, ver na Primavera o que se vira no Verão, ver de dia o que se viu de noite. É preciso recomeçar a viagem. Sempre." - Saramago
mais sobre mim
Fevereiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
23
24
25

26
27
28


posts recentes

Matinha de Queluz

pesquisar
 
Visitas desde Fevereiro 2011
free counters
subscrever feeds
blogs SAPO